© JáPassei - Cursos Preparatórios
  • Blog - JáPassei
  • Facebook - JáPassei
  • Instagram - JáPassei
  • JáPassei

Dicas De Redação Para o Concurso Da PM/SP - 2020



Confira as 21 dicas para atingir NOTA MÁXIMA na prova de Redação do Concurso para Soldado 2ª classe da Polícia Militar de SP.

  1. Analise as provas anteriores

  2. Leia com muita atenção os três textos propostos

  3. Escreva palavras-chave

  4. Nunca fuja do tema

  5. Seja claro

  6. Estruture o texto

  7. Não referencie autores dos textos propostos

  8. Preze pela coerência

  9. Evite as contradições

  10. Coesão e Modalidade

  11. Ortografia

  12. Escreva de forma legível

  13. Rascunho

  14. Palavras interessantes para utilizar

  15. A importância de um bom título

  16. Atenção ao número de linhas

  17. Aprimore sua leitura

  18. Citações

  19. Surpreenda o examinador

  20. Treine

  21. O que pode zerar sua redação, de acordo com o edital


Por quê se preocupar com a redação?


Nos últimos concursos, temos observado como as provas discursivas (redação) e até mesmo questões dissertativas têm feito diferença na composição da nota final do candidato e realmente tem colocado muita gente no topo da classificação ou eliminado dela.


No caso do concurso de Soldado 2ª Classe da Polícia Militar de São Paulo, por exemplo, a prova de Redação ou Prova Dissertativa é uma parte muito IMPORTANTE e IMPRESCINDÍVEL na composição da nota final do candidato. Isso porque ela compõe nada menos que 40% da nota final da sua prova. Por isso devemos dar a devida atenção a ela.


A prova de redação será corrigida de você acertar mais de 50% da prova objetiva (escrita). Por exemplo, como a prova tem 60 questões, você deverá acertar ao menos 30 para que sua redação seja corrigida.


Pensando logicamente, se você for MUITO BEM em sua redação (e este é o nosso objetivo) você não precisará gabaritar a prova escrita ou nem chegar perto disso. Tirando uma nota boa em sua redação e acertando 30 questões da prova escrita você provavelmente já estará dentro da convocação para a próxima fase!


Antes de iniciar...


Devo dizer que ir bem na redação de qualquer concurso não é algo mágico, ou somente o uso palavras rebuscadas ou argumentos improváveis que virão à sua mente na hora que o farão um candidato 100 na redação... Existem alguns critérios técnicos e MACETES que passaremos a você aqui neste material. Portanto, tente limpar da sua mente conceitos errôneos e venha conosco!


Vamos às dicas?



1 - ANALISE AS PROVAS ANTERIORES


Você já deve ter ouvido isso, mas é realmente muito importante! Vamos analisar as provas anteriores do concurso da Polícia Militar para exemplificar como esta análise deve ser feita.


Já adiantando para você, nas provas dos últimos 5 anos, grande parte dos temas foi relacionado à SEGURANÇA ou temas SOCIAIS.


• Prova 2015: Brincadeiras de Luta devem ser estimuladas ou evitadas? (Segurança)

• Prova: 2014: A reinserção do ex-presidiário na sociedade como medida para diminuir o índice de reincidência criminal. (Sistema prisional –Segurança)

• Prova 2013: O Brasil nos Megaeventos esportivos e a segurança a ser oferecida à população. (Segurança)

• Prova 2012: A presença da tecnologia no cotidiano dos brasileiros. (Cotidiano –Social)

• Prova 2017: A proibição de crianças em restaurantes é uma medida discriminatória? (Cotidiano –Social)


Portanto, podemos concluir que as provas seguem um certo padrão de temas. Não serão os mesmos, porém seguem a linha principalmente de temas relativos à segurança da pessoa e/ou da população como um todo, ou ao cotidiano e por consequência, a temas sociais, como tais situações influenciam na vida das pessoas e da sociedade.


Comece a se interessar por estes temas em seu cotidiano, de forma natural, leia mais sobre questões de segurança e questões sociais para começar a internalizar o tema e se interessar cada vez mais por ele.


Entretanto, esteja ciente que o concurso pode abordar QUALQUER ASSUNTO, este foi uma pesquisa baseada nos concursos dos últimos anos.


2 – LEIA COM MUITA ATENÇÃO AOS TEXTOS PROPOSTOS


Parece óbvio, porém há pessoas que não dão a devida atenção a leitura dos textos propostos, ou muitas vezes, nem os leem e já vão direto para o tema da redação. Tenha cuidado e se diferencie dos concorrentes lendo com MUITA ATENÇÃO os textos propostos.


Os textos propostos discorrerão sobre o tema que você deverá escrever a sua redação. O padrão é colocar um texto A FAVOR do tema, um texto CONTRA e o terceiro texto MEDIANO, ou seja, que faz uma média entre os prós e contras daquele assunto, dando subsídio ao candidato para construir sua argumentação.


3 – ESCREVA PALAVRAS-CHAVE


Enquanto lê os textos propostos, vá anotando palavras-chave que você julgue importantes durante os textos. Por exemplo:


Neste trecho retirado de um dos trechos propostos na Prova de 2017 para PM-SP 2 Classe, temos a seguinte transcrição: “Limitar o acesso de crianças a locais como restaurantes e pousadas pode trazer sossego aos atuais frequentadores, mas também criar muita polêmica e afugentar potenciais novos clientes”


As palavras que poderiam ser retiradas e fazer parte de uma argumentação do texto seriam “acesso de crianças”, “sossego”, “frequentadores”, “polêmica”


Lembrando que as palavras devem ser tiradas de um contexto que faça sentido e que possam se encaixar bem na linha de argumentação que você dissertará, ok?


4 - NUNCA FUJA DO TEMA


A fuga do tema é um dos motivos de maior reprovação em provas de redação. Uma fuga muito acentuada do tema pode até zerar a prova, como veremos adiante.


Sempre se MANTENHA NO TEMA. Se necessário, volte aos textos propostos, releia para engatar melhor a ideia em sua argumentação, pare e pense um pouco mais...


A chave para não fugir do tema é ENTENDÊ-LO. Por isso mais uma vez ressaltamos a importância dos textos propostos e do título do tema em si, pois entendendo exatamente o que o examinador quer, você terá menos possibilidades de fugir do assunto.


5 - SEJA CLARO


Ser claro é muito mais do que escrever bem ortograficamente falando. (Claro que isso é de extrema importância, falaremos mais adiante!)


Entretanto, a clareza nas ideias vem muito mais de você conseguir argumentar sobre o tema do que a escrita em si.


Colocar as palavras no lugar certo, as ideias em forma cronológica e bem estruturadas e com CLAREZA farão toda a diferença em seu texto.


6 - ESTRUTURE O TEXTO


A macroestrutura do texto é que será considerada, ou seja, ele deve ser divido em INTRODUÇÃO, DESENVOLVIMENTO e CONCLUSÃO.


A linguagem utilizada deve ser SEMPRE na terceira pessoa, NUNCA na primeira pessoa, a utilização da primeira pessoa com certeza comprometerá sua nota. O examinador não quer saber sua opinião pessoal acerca do tema, o objetivo é que você analise objetivamente o tema, argumentando em cima de fatos e/ou de seus conhecimentos adquiridos, o que não cabe colocações em primeira pessoa.


Exemplos de trechos em primeira e terceira pessoa:


Trecho em primeira pessoa: “Eu acho que a polêmica inserida neste tema é complexa e na minha opinião deve ser analisada com cautela. ”


Trecho em terceira pessoa: ” A polêmica inserida neste tema é complexa e deve ser analisada com cautela. ”


7 - NÃO REFERENCIE AUTORES DOS TEXTOS PROPOSTOS


Não se pode referenciar em sua redação os autores dos textos propostos. Exemplo: “como afirma o autor do texto I/ segundo o autor do texto II.”


Este tipo de referência pode mostrar ao examinador desconhecimento do assunto de sua parte e até ficar implícita alguma intenção de cópia ou plágio do autor do texto.


NÃO USE ESTE ARTIFÍCIO, use os seus conhecimentos e entendimento do texto.


8 - PREZE PELA COERÊNCIA


Um conceito básico e de extrema importância na construção de um texto dissertativo:

Coerência: ligação LÓGICA entre as ideias para que, juntamente com a coesão, garantam sentido ao texto.


Este conceito, juntamente com a coesão que será abordada mais adiante, é o cerne da redação, pois a coesão e a coerência é que, juntas, darão sentido ao texto, garantindo o sentido de sua argumentação ao examinador.


9 - EVITE AS CONTRADIÇÕES


Ligado ao conceito anterior, evitar as contradições é primordial para manter a coerência do seu texto, ou seja, as ideias têm que se confirmar ao longo do texto e não se contradizer.


Exemplo: “Os locais públicos devem possuir espaços para que as crianças interajam com segurança e de acordo com sua faixa etária, pois assim estarão expostas ao perigo. ”


Neste simples exemplo é possível perceber a contradição na frase em negrito, portanto atente-se sempre à coerência das ideias ao longo do texto.



10 – COESÃO E MODALIDADE


Estes dois conceitos são extremamente essenciais ao seu texto pois a coesão se trata basicamente de elementos que asseguram a ligação entre as palavras (verbos de ligação, conjunções, anáforas, catáforas etc.)


E a modalidade em que o seu texto deve ser escrito é FORMAL, ou seja, NÃO UTILIZE gírias, palavras regionais as quais o significado não poderá ser facilmente identificado, palavras de baixo calão ou de difícil interpretação. Lembre-se sempre: uma dissertação pede um conceito formal e na norma culta da língua.


11 - ORTOGRAFIA


Chegamos a um ponto importante e que gera muitas dúvidas: erros ortográficos poderão zerar minha redação?


O mais interessante é que provavelmente não, porém poderão abaixar a sua nota consideravelmente, pois para zerar a redação são necessários outros fatores que falaremos mais adiante.


Entretanto, isto não o deixa em uma situação confortável para relaxar na ortografia, já que o critério da modalidade da dissertação é ser formal e em textos formais preza-se pela boa ortografia.


Dica: revise o Novo Acordo Ortográfico da língua portuguesa de 2009, com certeza te ajudará inclusive na prova de português


12 – ESCREVA DE FORMA LEGÍVEL


Escrever de forma legível é imprescindível para que os examinadores que corrigirão a redação entendam a sua letra e, por consequência, suas ideias e argumentações.


Se possível escreva em LETRA CURSIVA (letra de mão), deixe claro o tamanho entre as letras minúsculas e maiúsculas e tenha uma letra fluida, isso ajudará na hora da correção.


13 - RASCUNHO


Uma dica objetiva: se houver tempo, faça rascunho!


Julgo o rascunho importante pois ele nos ajuda a estruturar melhor a ideia, o texto, o número de linhas, nos dá mais uma chance de mudar alguma ideia mal colocada no texto final, enfim... É uma ótima ferramenta.


Porém, se não houver tempo, escreva diretamente na folha oficial, pois se você já estiver extraído as palavras-chave que considera mais importante dos textos propostos você já terá extraído a ideia mais importante do tema.


Só nunca deixe, EM HIPÓTESE ALGUMA, de fazer a redação porque não conseguiu fazer o rascunho. Lembre-se da importância na sua nota final!


14 – PALAVRAS INTERESSANTES PARA UTILIZAR


Este tópico é interessante pois abordamos palavras para iniciar as frases e encaixar em contextos de acordo com a macroestrutura da dissertação:


Introdução: procure utilizar palavras como “observa-se”, “cogita-se”, “atualmente, “acerca de”, “pode-se afirmar”, “ao fazer uma análise”. Estas expressões dão a ideia de se introduzir um assunto e/ou um conceito ao leitor.


Desenvolvimento: “Em consequência de ou disso”, “ao examinar-se alguns”, “além disso”, “Há registros de que”, “Por outro lado”, “Porém, “contudo”, “todavia”.


Conclusão: “Portanto”, “logo”, “então”, “Assim podemos concluir”, “Conclui-se que”, “Em face dos dados apresentados”


15 - A IMPORTÂNCIA DE UM BOM TÍTULO


O título do texto é como se fosse a primeira impressão que você tem de uma pessoa que acabou de conhecer, se ela não for boa dificilmente você terá o desejo de conhecê-la melhor. Assim acontece com a redação.


Com um bom título você CHAMA A ATENÇÃO do seu leitor, neste caso o mais importante, o examinador. Faz com que ele tenha uma boa impressão do seu texto antes mesmo de começar a lê-lo e provoca uma certa curiosidade e até, por que não, ansiedade no leitor para saber os argumentos que serão expostos frente aquele título interessante.


Tipos de título


Vou elencar dois tipos básicos de título que são:


Título comum: é um título que termina com ponto final. É o tipo mais comum, porém menos surpreendente. Você pode utilizá-lo em uma maior zona de conforto, ele não traz muitos questionamentos ao examinador em relação ao seu texto, porém você pode escolher palavras impactantes para deixa-lo mais interessante.


Exemplo: A tecnologia que vem transformando a vida dos seres humanos.


Título com questionamento: você pode elaborar um título com um ponto de interrogação, fazendo uma pergunta ao leitor e fazendo-o refletir sobre aquele tema. Particularmente é um dos meus preferidos!


Exemplo: A tecnologia transformou os seres humanos para sempre?


Seja qual for o tipo de título que você utilizar lembre-se da premissa: o título é o cartão de visita do seu texto e a primeira impressão é a que fica, portanto, elabore o título com cuidado e carinho.


16 - ATENÇÃO AO NÚMERO DE LINHAS


Uma dissertação clara, concisa e que expressa bem as suas ideias tem em média de 20 a 30 linhas, porém 25 linhas é uma boa margem.


Com este número você fica longe das 15 linhas que podem prejudicar o seu texto e também não tão próximo de 30 ou mais linhas, que já tornarão o seu texto cansativo e talvez sem poder de argumentação.


Se houver tempo para você fazer o rascunho antes é mais fácil administrar esta questão do número de linhas. Mas se não houver, não se desespere.


Mesmo na folha oficial você pode dividir a folha de 5 em 5 linhas, ao lado da margem (de lápis) e assim ir contando quantas linhas você já atingiu.



17 - APRIMORE SUA LEITURA


Para escrever bem é necessário estabelecer uma rotina de leitura. Quando você lê, seja livros, matérias de jornal, revistas renomadas enfim... O seu cérebro vai estruturando as palavras, frases, contextos e outros elementos textuais que ficarão gravados em seu subconsciente e que, na hora de elaborar a redação, serão usados como subsídio para uma boa argumentação.


Procure ler livros, crônicas, matérias jornalísticas diariamente ou até algum assunto mesmo que você se interesse para a leitura não ficar maçante. O mais importante é que você LEIA com uma boa frequência para fazer uma redação perfeita em argumentos!


18-CITAÇÕES


Citações são permitidas desde que NÃO SEJAM de trechos dos textos propostos para a prova dissertativa nem de textos que estejam na prova objetiva.


Porém, tenha cuidado com as citações. Só se utilize delas quando tiver CERTEZA da citação, da data e da época do que você está escrevendo e se ela se encaixa na argumentação do seu texto.

Exemplos: Na eleição de Donald Trump, em 2016...


No início da Segunda Guerra Mundial, em 1939...

Você pode citar um autor de forma literal, entre aspas, ou parafraseá-lo, que é quando você cita a mesma ideia do autor porém com as suas próprias palavras.


Porém, o problema destas citações é que o examinador pode querer conferir se o que você escreveu é mesmo o que autor disse e, caso não seja, você pode perder pontos.


Portanto, se você não tiver absoluta certeza que aquela citação está correta, a maior dica é, faça uma citação mais GENÉRICA, como os exemplos acima, assim não correrá tanto risco de perder pontos por uma citação incorreta.


19-SURPREENDA O EXAMINADOR


Esta dica tem um link direto com outras duas dicas, a número 17 e número 18.

Se você ler bastante, com toda a certeza terá um repertório muito maior de vocabulário, coesão e coerência na hora de escrever a sua dissertação.


A sua habilidade de ligar as ideias e de argumentar é que surpreenderão o examinador e assim fazer com que ele te dê uma boa nota.


Escrever na norma culta, com uma linguagem CLARA e concisa, articulando bem as ideias também o surpreenderão.


Citações corretas e bem colocadas nos momentos corretos também poderão ser um “plus” em seu texto e mostrará um maior domínio técnico do assunto.



20 - TREINE


Treine, treine, treine e...Treine mais um pouco!

Você como concurseiro já deve ter ouvido que quanto mais repetimos algo, mais ele se fixa em nosso cérebro e ao longo do tempo se torna um hábito.


Se você realmente quer fazer uma redação de nota máxima em concurso público ou qualquer outra prova, você precisa treinar.


Pegue os temas mais relevantes do momento como política, atualidades e lembre-se da dica número 1: analise as provas anteriores e os temas que tem sido mais abordados nos últimos anos, esta pesquisa já foi feita para você na dica número um;)


Treine a coesão, coerência do texto, norma culta da língua... Todos aqueles aspectos que temos falado até e eu posso te AFIRMAR que você sairá na frente da concorrência e tem chances REAIS de ARRASAR na redação e surpreender o seu examinador!


21 - O QUE PODE ZERAR SUA REDAÇÃO, DE ACORDO COM O EDITAL


Será atribuída nota zero as redações que:

  1. Fugirem ao tema ou gênero propostos;

  2. Apresentar nome, assinatura ou rubrica que identifiquem o candidato;

  3. Estiver em branco;

  4. Apresentar textos com desenhos, números ou palavras soltas;

  5. For escrita em outra língua que não a língua portuguesa;

  6. Apresentar letra ilegível ou incompreensível;

  7. Apresentar o texto definitivo fora do espaço reservado para tal (na folha de rascunho, por exemplo);

  8. Apresentar 7 linhas ou menos (sem contar o título);

  9. Se for composta integralmente de trechos da coletânea (textos propostas) ou outras partes da prova;

  10. Apresentar formas propositais de anulação como impropérios (discurso ofensivo ou afronta), trechos jocosos (zombaria, cômico) ou recusa explícita de cumprir o tema proposto.

Agradeço à você, leitor, que despendeu um pouco do seu tempo e dedicação aos estudos para ler este material.


Espero que estas dicas possam ajudá-lo em seus estudos relativos à prova de redação e no dia tão esperado de sua prova.


Bons estudos!

Para receber outros materiais exclusivos como esse, cadastre-se em:

241 visualizações